Goleiro Bruno volta a trabalhar dentro do presídio em Contagem

O goleiro Bruno Fernandes, que foi condenado a 22 anos de prisão pelo assassinato de Eliza Samúdio, retomou a rotina de trabalho na lavanderia do presídio Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Minas Gerais. Segundo a Secretaria de Estado e Defesa Social (SEDS), o goleiro retomou o serviço poucas horas depois de ouvir sua sentença.Segundo a SEDS o goleiro já está a dois meses exercendo a função no horário das 8h30m até às 15 horas. Antes da lavanderia, Bruno foi faxineiro do pavilhão onde está preso, de julho de 2011 a agosto de 2012.

Neste domingo, o goleiro recebeu a visita da atual mulher, a dentista Ingrid Calheiros. Ela chegou ao presídio por volta das 8h30m e poderia ficar lá até às 19h, horário em que acabava o período de visitas. As visitas acontecem quinzenalmente, alternando entre sociais e íntimas. Estão cadastrados ainda para visita social de Bruno a avó do detento, suas duas filhas e um tio.

Bruno esta detido em uma sala com 6m², lá dentro ele possui uma cama e banheiro com chuveiro, pia e vaso sanitário. Assim que chegou à unidade, em 2010, ele recebeu um kit com cobertor, colchão, uniforme e material de higiene pessoal. Na cela do goleiro Bruno há, ainda, uma televisão de 14 polegadas e um rádio, o que é de direito de todos os presos, que foram levados por seus familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[ajax_load_more post_type="post" sticky_posts="true" button_label="Mais posts"]