Feliciano pode perder título de pastor por ter dado entrevista à Playboy

O pastor Marco Feliciano, que é também deputado federal pelo PSC, pode perder seu título de pastor por ter dado uma entrevista à revista Playboy.

A Convenção Fraternar das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo (Confradesp) abriu um processo que irá julgar a atitude do pastor podendo lhe gerar uma advertência ou o descredenciamento pastoral.

A notícia foi dada pela Folha de São Paulo que falou com o pastor Lelis Washington. Segundo o pastor o problema não está no conteúdo da entrevista e sim por ter aceitado falar com uma publicação que mostra nudez. “Não é essa literatura que recomendamos aos fiéis”, disse o Washignton.

O chefe de gabinete de Feliciano, Talma Bauer, também foi entrevistado e afirmou que a participação do deputado na revista Playboy de abril foi na verdade um “direito de resposta” concedido por conta de um texto assinado por um humorista que ofendeu Feliciano.

Sobre a possibilidade de perder a credencial de pastor, Feliciano não comentou, pois não foi notificado a respeito da ação da Confradesp. Bauer acredita ser normal que o pastor seja chamado para dar explicações.

A entrevista em questão foi publicada na edição da Playboy de abril onde o Feliciano falou a respeito de diversos temas, comentando sobre a experiência com cocaína que teve na adolescência e seus sonhos de um chegar a ser presidente do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[ajax_load_more post_type="post" sticky_posts="true" button_label="Mais posts"]