Política australiana diz que rival vai dar à luz um demônio

Premiê obrigou Belinda Neal a procurar ajuda para aprender a lidar com a raiva. Ela também já chutou jogador caído e ameaçou funcionários de casa noturna.

(Fonte: G1) – O primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, interrompeu suas atividades durante visita ao Japão nesta quarta-feira (11) para obrigar uma política que atua em seu governo a procurar ajuda psicológica -– segundo sua determinação, ela terá de aprender a lidar com a raiva.

Entre outros motivos, Belinda Neal levou o puxão de orelha por dizer que uma rival grávida poderia dar à luz um demônio.

Rudd afirmou que Belinda terá de melhorar seu comportamento e disse ainda que seu futuro na política não está garantido. “Parece haver um padrão de comportamentos inaceitáveis”, afirmou Rudd a repórteres em Tóquio. Em Sydney, Belinda concordou em procurar ajuda. “Honestamente, acho que será algo bom.”

A intervenção do premiê foi causada por diversas reportagens sobre a colega, incluindo os comentários sobre a rival grávida, a suspensão de um time de futebol por chutar um oponente caído e denúncias de que ela havia ameaçado funcionários de uma casa noturna em Sydney. Esse último episódio foi registrado no dia 6 de junho, quando Belinda e seu marido, o também político John Della Bosca, tentavam mudar de mesa no estabelecimento.


Parlamento australiano: ajuda psicológica para quem não sabe lidar com a raiva. (Foto: Reuters)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *