Internacional perde de virada na estréia contra o Avenida em Santa Cruz

Em um resultado surpreendente, o Inter armado com um time praticamente de reservas foi ao Estádio dos Eucaliptos, no Santa Cruz, terminou o primeiro tempo vencendo por 2 a 0 (gols de Gilberto e Fabrício), cedeu ao cansaço e à falta de entrosamento e terminou o jogo com a primeira derrota para o Avenida de Santa Cruz na história do Gauchão. O Avenida, escorado nas boas atuações de Alexandre, Leonardo e Vinícius, virou a partida e venceu por 3 a 2 (gols de Leonardo, Vinícius e Alex Amado).

Começou em clima festivo a partida do Inter no Estádio dos Eucaliptos, com os jogadores de ambos os times se cumprimentando com cordialidade e recebidos por aplausos indiscriminados da torcida reunida nas arquibancadas do Estádio dos Eucaliptos.

Com a bola rolando, mesmo com um grupo lotado de reservas, o Inter não teve dificuldade para se impor em campo. O primeiro ataque colorado se deu logo no minuto de abertura da partida, Jô avançou pela esquerda em tabela com Zé Mário e chutou forte para defesa do goleiro do Avenida, Rodrigo Feijão, um dos destaques do Avenida na tarde deste domingo. Dois minutos depois, seria a vez do Avenida levar perigo ao gol colorado. EM jogada individual, Dudu entrou na área a chutou cruzado em direção à meta colorada. Dalton salvou praticamente em cima da linha.

Apesar deste momento de perigo, foram do Inter as principais ações no início do jogo. Cláudio Winck, Fabrício e Jô criaram chances no confronto com a defesa do Avenida. Aos 10 minutos, a insistência colorada deu frutos, com um gol marcado por Gilberto ao receber um belo cruzamento de Fabrício.

Com o gol, o Inter passou a dominar a movimentação em campo, levando o Avenida a fazer muitas faltas e a apostar em lançamentos longos – muitas vezes interrompidos por marcação de impedimento. FOi uma falta do Inter, contudo, o lance mais polêmico da partida. Aos 32 minutos de jogo, Alexandre, do Avenida, lançou para Leonardo dentro da área. Bolívar tentou interromper o avanço do adversário e, ao passar da bola, precisou puxar a camiseta do adversário dentro da área. Um pênalti claro que o arbitro não marcou. Na sequência do lance, em contra-ataque colorado, Fabrício recebeu na meia direita um grande lançamento de Gilberto e aproveitou a inação da zaga do Avenida para chutar para o gol. A bola, chorosa, ainda bateu no travessão e no poste direito antes de dormir na rede no segundo gol do Inter.

Mesmo com uma pressão intensa do Avenida nos últimos minutos, o 1º tempo terminou inalterado. No segundo tempo, parecia que os dois adversários haviam trocado de lugar. Claramente cansado, o Inter passou a 2ª etapa se defendendo com chutões para a frente e gestos individuais desesperados, sem conseguir conter o ímpeto do Avenida, que conseguiu trocar passes e fazer lançamentos nas costas da defesa colorada. Aos seis minutos, Fábio Júnior invadiu a área do Inter pedalando, mas chutou por cima do gol. Aos 16 minutos, Alexandre tentou avançar driblando sobre Bolívar, que esticou a perna e mandou para fora pela linha de fundo. O próprio Alexandre. cobrou o escanteio, Fábio Júnior escorou em direção ao gol de cabeça e Muriel espalmou. Leonardo, aproveitando a sobra, diminuiu para o Avenida: 2 a 1 no placar.

(Fonte Zero Hora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *